23 de julho de 2008

Hoje: Um ano de Forrest Vox!

Há um ano atrás meu computador apresentava sinais de fadiga, estava cheio, respirava com ajuda de aparelhos e estava à beira do como profundo, mais eu estava longe de encarar a situação e desligar os aparelhos a fim de promover seu descanso, e coloca-lo na solidão de uma caixa e para futuramente ser estudado.

-Jamais farei isso meu bom velhinho. Eu dizia o acariciando.

Limpava cada tecla com cotonete, lhe passava perfume e deixava-o pegar sol e logo em seguida o cobria para proteger da poeira, seus ouvidos que sempre foram péssimos, já era o segundo aparelho auditivo que eu comprava e o problema persistia, até que um dia tive que me ver obrigado a pagar uma cirurgia, lá se foi duzentos reais para uma placa de áudio e vídeo, fiquei ansioso por horas, afinal o corte se daria bem na coluna, próximo a medula, os pulmões. Ô meu Deus! Nunca rezei tanto como naquele dia.

Bendita foram as preces, sua recuperação foi rápida e tranqüila, mas mimos daqui e de lá não afastaram uma gripe forte em julho de 2007, um vírus perigoso estava correndo sobre seus fios, não contagioso mais totalmente agressivo ao portador.

Longas conversas com amigos e receitas me fizeram correr atrás de remédios e vacinas, Norton, Avg, Avast e tantos outros agressivos, ousavam arrebentar o cérebro do meu velhinho. Ora! Mais que diabos de medicamentos são esses que ao invés de virem de fininho e agirem rápido deseja todo espaço de um pobre doente.

Me senti impotente, sua boca não conseguia engolir um Cd, o que fazer com nossas histórias? Nossos poemas e fotos? Deletar tudo? JAMAIS! No entanto algo ainda mais valioso estava em jogo: Sua vida!

Liguei para os tais cirurgiões, expliquei a situação, e eles me receitaram uma internet discada, afim de mandar todos os meus arquivos para meu e-mail e assim poder interná-lo.

- Quanto custa? Perguntei preocupado.
- Mano uns 250 pila depois tu cancela quando mandar tudo.
Pronto lá se ia de vez todo meu salário, fazer o que? Confirmei.

Sentei e esperei vendo aquele vírus mandar mensagens e mais mensagens como se debochasse da minha cara, horas depois estava eu lá vendo tudo instalado, carregando e logo comecei a discar, clicar e copiar.
Entre apelos e alívios fui passando um a um, e agradecendo por cada história salva.

Pronto! Último texto. Fotos, imagens, textos e músicas, tudo estava arquivado em não sei quantos e-mails e senhas idiotas.

Sua internação demorou mais do eu imaginava, mais à espera foi recompensada quando o vi chegando de roupinha nova e com o organismo recuperado, internet e fundos coloridos. Pronto mais nada!

E meus textos? Ficarão no Uol,Bol e Yahoo? Não. Eu precisava criar algo para acomodá-los.
Mais o que?
Pensando e pensando surge a idéia de criar um site, um blog, qualquer coisa que me servisse de cofre virtual.

Lembrei de que na sua internação eu havia alugado um filme, e muito bom por sinal “Forrest Gump – O contador de Histórias” Perfeito! É isso que sou, um contador de histórias, mais e minhas músicas? Rapidamente minha pergunta foi respondida, com uma música do U2 que tocava na rádio, Bono Vox o vocalista me enchia de vontade e rasgava meu peito de emoção que mal cabia a alegria de ter achado um nome para o então FORREST VOX.

E hoje Bono ainda toca, mais agora no meu bom velhinho que depois de inúmeras cirurgias, teve o prazer de soar as canções do U2, e são delas que vem a inspiração dos inúmeros textos, que compõem este site que hoje completa 1 ano de vida, de muitos ainda que vão vir.

Agradecer Bono e Forrest seria muito egoísmo de minha parte, se hoje este espaço ainda existe é graças à Sampsom Moreira, Carol Costa, Renato Alt, Alexandre Inagaki, Simone, Fred Fagundes, Luiza , Victor e tantos outros que me ajudaram deixando algum comentário, alguma dica ou e-mail a todos que de alguma forma um dia passaram por aqui o meu MUITO OBRIGADO!

10 comentários:

мαdαmeαdeℓαide. ♥ disse...

Ok.Preciso falar que suas descrições dão demais? *-*

Aline disse...

quase chorei agora, que historia mais emocionante e linda por sinal. Como foi grande a saga do Forrest, mais ele´resistiu e hoje está aqui, cada vez mais com seus belos textos de seu belo dono (;p) sempre envolvendo a gente a cada palavra lida..Parabens pra ele e que ainda venham muitos anos de vida, e pode contar com minha presença aqui sempre viu ;)
beijooooos Ti..parabens ^^

Tiago disse...

Preciso falar que seus comentários são de mais? hehe
Beijos


Uhul! Vai um pedaço de bolo ai?
Obrigado por suas palavras Dona Aline.
Por dias o Forrest não comemora essa data junto com você!
Beijos

Larinha disse...

Happy B-day!

O meu computador cruzou a ponte do arco-íris e quer saber? Tirando a falta imensa que eu sinto de saltitar pelos blogs, tenho gostado dessa vida além-modem.
;)

Não, eu não fui embora da internet... só estou em standby.

disse...

Parabéns!

Tiago disse...

Larinha, obrigado pelos parabéns.
Sobre a sua saudade de saltitar pelos blogs, espero que ela volte a se realizar logo,
e que eu mereça muitas visitas suas por aqui.
Agora venha cá, vai demorar muito?
Espero que não, visto que você é cheia do money.
Beijos



Má, que saudade de você por aqui.
A nós. tin tin!
Obrigado!
Beijos

Victor Vasques de Haro disse...

Parabéns atrasado! Infelizmente só voltei a ler os blogs hoje.

Fiquei lisonjeado em ler o agradecimento a mim.

um forte abraço e sucesso com o Forrest, que este seja apenas o primeiro ano de muitos de blogagem!

abs
victor vasques
Com limão

Tiago disse...

Valeu Victor.
A nós muitos anos de publicações!
Tin tin!

Abraço

Nine disse...

OI Tiago ,parabens pelo primeiro ano do FV .Nao conhecia a estoria da sua fundaçao e é interessante .espero o ler ainda por muito tempo!bj

Simone Iwasso disse...

ei, ei, vim pra agradecer, pra dizer pra continuar, e pra falar que estou de volta! beijo!